Como materiais elétricos de qualidade podem fazer a diferença na sua instalação

Na hora de adquirir materiais elétricos, qual a primeira coisa que vêm à sua cabeça? Economizar ou obter mais segurança?

Muitas vezes, com o intuito de economizar, acabamos por apostar em materiais mais baratos e/ou de qualidade inferior. Isso pode acarretar uma série de problemas que prejudicam a sua segurança na hora da instalação, assim como a vida do seu cliente.

Por isso, é importante prestar atenção na procedência do produto, para que sua instalação no sistema elétrico seja eficiente e segura.

Se você é eletricista ou lida diretamente com a compra de materiais elétricos, ter isso em mente é fundamental. Leia a seguir sobre como a qualidade do material influencia na sua instalação.

A relação entre segurança e materiais elétricos de qualidade

Dentre diversos fatores, o que assegura maior segurança de uma residência ou local de comércio é a qualidade do produto. O serviço correto de instalação e manutenção também fazem parte desse cenário.

Por isso, antes da instalação, devem ser realizados uma pesquisa e compra dos materiais de modo cuidadoso.

O orçamento estipulado deve levar em conta principalmente a marca, não arrisque sem saber a procedência do produto! É necessário explicar ao cliente os riscos de segurança que envolvem materiais inferiores, como curto-circuitos, riscos de choque e sobrecarga do sistema elétrico.

Na hora da compra, você precisa estar ciente que, se um produto atende os parâmetros definidos pelo Inmetro, certamente terá maior qualidade.

Materiais como condutores, disjuntores, cabos e eletrodutos devem obrigatoriamente seguir normas técnicas que garantem uma maior qualidade, assim como apresentarem selos ou certificações.

Um produto com essas características significa muito mais do que valor agregado. É mais uma garantia de maior segurança parao manuseio do eletricista e para a finalização do trabalho, tornando a sua istalação segura por muitos anos.Uma peça inferior pode vir a causar danos já na hora da instalação, colocando vidas em risco.

Além disso, também é necessário estar ciente da NBR-5410 e tomá-la como um verdadeiro guia em todos os momentos de compra e instalação elétrica.

Tendo a importância da segurança em mente, leia a seguir algumas dicas que preparamos para garantir uma maior qualidade na sua instalação.

Dicas para garantir maior qualidade na escolha e instalação dos materiais elétricos

  1. Planeje o investimento

Você já ouviu dizer que “o barato sai caro”? Quando se trata de materiais elétricos, é a mais pura verdade.

Não é porque economizamos na compra que não teremos problemas de segurança ou incompatibilidade no futuro. Isso acarreta prejuízos e gastos muito além das manutenções periódicas normais.

O cliente precisa entender que sua economia será maior após a instalação, já que os riscos de prejuízos e acidentes serão menores.

Por outro lado, um material elétrico mais caro não quer dizer necessariamente que será o mais eficaz. Sendo assim, como encontrar um equilíbrio?

A solução é investir na pesquisa: prefira adquirir materiais de fabricantes mais conhecidos ou que apresentem selos de garantia de qualidade. Esses são os maiores indicadores de segurança das instalações.

2. A qualidade dos disjuntores é fundamental

Quando se trata de um circuito elétrico, a instalação do disjuntor requer muita atenção. Sendo um elemento indispensável, o disjuntor requer certificação de qualidade do Inmetro, pois qualquer falha na fabricação do produto vai comprometer a sua segurança na instalação.

Os problemas que podem ocorrer em razão de um disjuntor inferior vão desde sobrecarga dos condutores elétricos a curto-circuitos e choques.

Um bom parâmetro para identificar a melhor qualidade é observar as curvas de disparo, que mostram as relações de corrente vs tempo de desarme. A calibragem do projeto elétrico e compatibilidade do material, portanto, garantem sua segurança na instalação.

Além disso, sua capacidade precisa ser compatível com a dos condutores que vai proteger, para evitar sobrecargas.

3. Atenção aos fios e cabos desbitolados

O uso de bitolas é necessário na instalação dos disjuntores. Se forem utilizadas peças de menor qualidade, isso pode acarretar perda de energia, alto aquecimento dos condutores e até incêndios.

Tenha certeza de que os fios e cabos que você utiliza possuem certificações e que estão de acordo com as normas técnicas. Mesmo as menores peças podem comprometer todo o serviço de instalação.

Novamente, a dica de ouro é apostar na pesquisa e compra de marcas conceituadas.

Se você prestar atenção nas certificações de todas as suas matérias-primas, assim como a compatibilidade total do sistema, a instalação dos materiais elétricos mais variados fica mais seguro. Além disso, você acaba garantindo também uma maior qualidade de vida para o seu cliente.

Fonte: Net Eletrica